sábado, 16 de maio de 2009

Waffer de Chocolate com queijo

Sabe aquela música que você ouve o tempo todo, acha a música um porre, mas mesmo assim, ouve, canta, dança, e tudo? Poisé, PAPO DE JACARÉ, é uma dessas.
O que leva uma pessoa a escrever uma letra dessas?
"bater um papo no café, é papo de jacaré, mas vê se fala por favor, a minha lingua..."
Se é papo de jacaré, claro que não é na sua lingua né --' Já viu Jacaré falar português? Eu não. E mesmo assim, se você quiser bater papo de jacaré, tem que saber a lingua do jacaré... É cada música que eu ouço...
Ignorem, hoje eu estou ficando biruta por causa dessa bendita música.
E o pior, é que eu não consigo parar a música, ela acaba, e eu volto pra ouviu novamente. O cara canta muito mal, o arranjo é horrível, o rítimo, o rítimo, a droga do rítimo, que é a merda que me prende.

Saíndo desse papo de jacaré.

Estava eu, linda e maravilhosa como sempre, fazendo prova de geográfia.
A prova tinha umas sete questões com erro de digitação, em uma, tinham três afirmações, e nas opções, constava mais ou menos assim:

a) I e II corretas
b)V e III corretas
c)V , III e IV estão corretas
d) apenas a V está correta
e) apenas a I está correta

Onde estavam as afirmativas V e IV que eu não estava enxergando?
É a treva!
Ou ele anula a questão, ou ele anula. Difícil de escolher a opção, né?
Comigo é no jiló.
Ah, eu tenho dois professores de geográfia. Um pra geografia política, o nosso querido Wilton, e a nossa adorável Mirian, pra geográfia física. Segundo ela, por ela ser mineira, ela é mais reservada, e não gosta de política. SEGUNDO ELA. Eu só acho os mineiros caipiras u.u /brincadeira, não se irritem.
Falando em preconceitos de estado, veja bem:
Dizem que baiano come acarajé todo o dia, e fica só na rede, com a famosa maleseira, que paulista vive no engarrafamento, e só come porcaria, carioca não sai do baile funk, mineiro é mais caipira que o Chico Bento, em Amazonas só tem indio... E o glorioso povo de Goiás? Mato Grosso? Maranhão? E O ACRE?
Me contem nos comentários, se souberem.
Falando em estados, geográfia, e o diabo a quatro, eu tenho uma linda maquete de geográfia pra fazer. Fácil? Fácil uma banana. Parte elétrica, parte mecanica... Vamos usar furadeira, porca, parafuso, tábua de madeira... É meu bem, a época que a maquetinha era feita de isopor com tinta acabou. Agora é na madeira, com serra, furadeira, carretel, tomada, fio, e uma misérias lá.
E se eu morrer eletrocultada? OMG! É melhor começar a fazer meu testamente.
Eu deixo minha coleção de All Star pra Mayra, meus ursinhos pra Bruna, meus CDS pra Tayane, minhas roupas eu faço doação, e meus orgãos vão ser doados também, os meus DVDS vão pra uma locadora pobre de uma cidadezinha que eu não sei qual é (...) /taparay,eunãovoumorrereletrocultada.

To sem fome .-.
Eu não almocei, pois estou sem fome, mas daqui a pouco vou almoçar u.u'
Fiquei com fome assim que escrevi isso :B

Até a próxima amigos.
Beijos...

5 comentários:

Procópio Cop's disse...

não pode falar do povo do sul q eles tem dinheiro pra comprar nossas vidas =O
ja os de goias.. vivem fumando -q

Parece que é doida disse...

se vc perguntasse, como cada um fala, seria mais facil.
é engraçado isso, só falar que não tá com fomo o estômago ronca hehehehe

Murilo disse...

WTF

Você sempre posta assim?

Verei mais alguns Post's

Núbia Ramalho disse...

fale do povo do sul pô! aqueles sotaques insuportáveis!
Mas falar do Amazonas não! Eu fico aonde nessa conversa!? Esqueceu que eu sou amazonense!? Oo
Mudando de pau pra kct, descobri q a menina que escreve no dreams, desires and confessions (é isso!?) é irmã de uma brother minha de ACBEU, mariana Hage... gente finíssima!a internet é um ovo de codorna...
;)

Trakinas disse...

No seu testamento ñ tem nada pra mim ñ??